A mulher com cinco elefantes

Não se traduz a obra de Dostoiévsky impunemente. É o que afirma Svetlana Geier no documentário The Woman with 5 Elephants (sem tradução em português).

Lançado em 2010, esse documentário sobre a trajetória da russa que se tornou tradutora das obras de Dostoiévsky para o alemão foi direto para o topo da minha wishlist quando li a resenha do Fábio Said hoje de manhã.

 

O pequeno diálogo entre ela e o seu revisor, sobre qual tempo verbal seria o mais adequado, representa bem a catedral de minúcias que o tradutor deve erigir para recriar com fidelidade a obra original. Também acho admirável o tom enfático de sua recusa. Ela não concorda em mudar o tempo verbal e ponto final.

Conheço e adoro vários tradutores que são assim: duas partes certeza inabalável, uma parte rabugice. Depois de tantos anos de janela não poderia ser diferente.

2 respostas para “A mulher com cinco elefantes”

  1. October 22nd, 2011 at 15:40

    ronaldo jose guimaraes diz:

    Prezados senhores, gostaria de comprar um exemplar deste documentário sobre Svetlana Geier. Como fazê-lo? Vcs poderiam ajudar-me. Obrigado

  2. December 17th, 2011 at 09:01

    Severa do Carmo diz:

    Vi o documentário na madrugada, no canal Futura e fiquei simplesmente encantada com a lucidez desta mulher, não somente pela tradução, mas pela forma como ela foi superando os diversos momentos de sua atribulada vida, que é contata enquanto dialoga com seu editor ou com sua neta.
    Mara

Deixe seu comentário