Vocabulário da chuva

Apesar de ser falso o mito de que os povos Inuit tem centenas de palavras para nomear a neve,  seria até plausível que nas últimas semanas os paulistanos tivessem engrossado o  léxico com palavras para nomear o pinga-pinga [drip-drop] constante que inferniza nossa vida.

Inspirada pela  chuvarada deste janeiro, resolvi publicar um pequeno vocabulário bilíngue sobre chuvas, águas, e molhadeiras em geral. Então, vista suas galochas [wellies], capa de chuva [raincoat], e vamos sair para pular numas poças [go puddle jumping] por aí.

Caveat: As palavras entre parênteses são apenas uma entre várias opções de tradução desses termos, se você tiver outras sugestões, deixe nos comentários, ninguém aqui tem lombada, capa-dura ou a pretensão de substituir o velho e bom dicionário.

Tudo começa com um céu nublado [overcast/ cloudy sky]. Se for verão no Brasil, você sai na rua e todo mundo comenta: “Nossa, como está abafado! [What a clammy day!]“. É só olhar para aquelas nuvens pretas [dark clouds] que você sabe na hora que tem uma tempestade se formando [storm brewing].

No Brasil, essas tempestades são quase sempre elétricas [thunderstorms] porque vêm acompanhadas de muitos relâmpagos [lightning] e trovões [thunder]. Quando o céu está sendo riscado por relâmpagos, [lightning crisscrossing the skies] o melhor é procurar abrigo [look for shelter] porque ninguém quer morrer fulminado por um relâmpago [struck by lightning/a lightning bolt] ou afogado numa tromba d´água [flashflood].

E aí começa. Caem os pingos e sobem os guarda-chuvas [raindrops come down, umbrellas go up].

O português tem muitas palavras bonitas para a chuva. Das mais brandas como o chuvisco [drizzle] ou chuvinha [light drizzle] até as mais ribombantes, como a tromba d’água [waterspout, no sentido metereológico e marítimo, flashflood quando causa mortes na beira de rios e cursos d´águas ou downpour como sinônimo de pé d'água em língua coloquial].

Outra expressão de que gosto muito é a pancada de chuva [shower, light or heavy, geralmente usada no plural]. Não parece que estamos levando uma sova dos pingos? 

Fora essas, temos aguaceiro, toró,  garoa, tempestade [storm], procela [tempest], todas elas podem te deixar ensopado [drenched or soaked]. Certas condições atmosféricas acabam dando na espetacular chuva de granizo [hailstorm]. Não vou nem falar das combinações de chuva e neve, que são praticamente infindáveis.

Os paulistanos têm enfrentado níveis de precipitação recorde [record rainfall/precipitation levels] neste janeiro, o que causa muitos problemas como enchentes [floods], deslizamentos/escorregamentos de terra [landslides], e cortes de energia [powercuts] causados por queda de árvores.  Nas enchentes, costuma-se apontar os bueiros [storm sewers] entupidos como maiores vilões. Mas o assoreamento [aggradation] dos rios, impermeabilização dos solos [loss of soil permeability] e mau planejamento  [poor planning] prejudicam muito o escoamento [drainage] das águas pluviais [stormwater/runoff]. 

Nas moradias, os problemas são menos dramáticos mas muito irritantes. A terra dos jardins começa a ficar empapada [soggy] e lamacenta [muddy]. O bolor [mold, mildew] toma conta dos armários e dos ânimos. As telhas [roof tiles] saem de lugar e dão origens a vazamentos [leaks]. As calhas [rain gutters] entopem de folhas e as infiltrações brotam em todo lugar. A gente acorda e reclama: “Está caindo o mundo!” ["It's pouring! It's raining cats and dogs"].

Tem dias que mais parecem um flashback do Dilúvio [Deluge] e nesses, o que mais há a fazer senão cantarolar Rain rain go away, armar-se de coragem para enfrentar o trânsito de S.Paulo e torcer para que o sol volte logo!  


5 respostas para “Vocabulário da chuva”

  1. February 8th, 2010 at 15:01

    Por falar em chuva... | Tecla SAP diz:

    [...] deixe de ler também “Vocabulário da chuva“, publicado no excelente “Palavra de Intérprete – Um blogue sem botão de [...]

  2. February 9th, 2010 at 06:44

    Luciana diz:

    Adorei o post. Útil e bem escrito, que mais a gente quer? :-) Bjs

  3. February 9th, 2010 at 08:12

    Gustavo Carvalhaes diz:

    Oi!
    Achei o texto sobre chuva muito interessante e de agradável leitura. Bem, útil para os tradutores, amantes deste idioma, professores e assim vai.
    Achei interessante o uso da palavra “clammy” cujo significado posto foi abafado. Eu não a conhecia; pois conheço “stuffy” para abafado. Então, fui procurá-la no dicionário e vi que “clammy” não significa isso. Acho que ouve, então um engano.
    “Clammy” significa: cold and wet in an unpleasant way.
    Estou enganado? Será que há outras possibilidades, fiquei curioso!
    Grato pela atenção e ótimo dia!

  4. February 9th, 2010 at 14:27

    ME diz:

    Oi Gustavo

    Clammy está certinho. Veja aqui

    http://dictionary.cambridge.org/define.asp?key=13815&dict=CALD&topic=wet-weather-and-wetness

    Stuffy se usa bastante para room, person and nose.

    Abração e obrigada pela visita

  5. September 18th, 2013 at 17:03

    Por falar em chuva… | Tecla SAP :: Dicas de Inglês diz:

    […] deixe de ler também “Vocabulário da chuva“, publicado no blog “Palavra de Intérprete – Um blogue sem botão de […]

Deixe seu comentário